Segundo a OCDE uma família brasileira leva mais ou menos 9 gerações para chegar na classe média (não é ficar rico é conseguir consumir); 35% das pessoas que nascem pobres morrerão pobres; 45% dos ricos irão se manter ricos; e apenas 7% dos brasileiros tem alguma chance (por menor que seja) de ocupar um lugar entre os mais ricos do país.

A conclusão é simples: o filho dos ricos precisa se esforçar mais para perder a sua riqueza do que o filho dos pobres para se tornar rico.

A maior virtude do capitalismo é fazer crer, mesmo ao mais pobre dos mortais, que a riqueza está ao alcance de todos bastando, para isso, se esforçar.

A maior canalhice que o pessoal do NOVO e da Geração de Valor faz é, exatamente, esconder esse tipo de dado sobre a mobilidade socioeconômica do Brasil (e eles fazem isso para se vender como solução para os problemas da nossa imensa massa de desempregados que estão virando Uber ou Coach).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s